A nossa vitrine diária com as melhores ofertas de nós mesmos: o Facebook.

Em tempos de relacionamentos digitais, as redes sociais fazem parte da nossa vida. Pessoas que não possuem um perfil no facebook são consideradas aleijadas socialmente, com a expressão “como assim você não tem um perfil no Facebook?”, carregadas de dúvidas, até duvidando que realmente uma pessoa possa não ter um perfil na rede social.

As pessoas reagem com espanto, como se uma pessoa não possuísse uma perna. E se alguém resolve deletar seu perfil na rede e se desconectar, é como se amputasse um membro do seu corpo que não será capaz de sangrar, mas que seria vital ao funcionamento do corpo humano moderno. E na sociedade consumidora e principalmente exibicionista que vivemos, nosso mais novo membro deve estar sempre bem apresentado, como nossos corpos sarados, seios siliconados e rostos impecáveis. Ninguém se interessa por uma vida entediante, chata, sofrida e triste.

O Facebook que chegou de mansinho, hoje é parte vital da rotina de todas as pessoas. E com essa rotina, veio a necessidade de demonstrar nele todas as suas possíveis qualidades, toda sua felicidade instantânea em pratos bem montados, viagens com paisagens exuberantes, festas de pouquíssimos convites, bebidas. Até mesmo uma nova onda vem surgindo: as pessoas politicamente engajadas, defensoras de minorias, ativistas de sofá, pois ficou bonito você ser parte de algo, não ser fútil, se portando como uma pessoa exemplar. A maior rede social se transformou numa enorme vitrine, uma televisão ligada que transmite 24h propagandas das nossas vidas, mostrando toda uma realidade as vezes montada ou forçada, pois não é interessante ninguém ficar sabendo de suas reclamações e sentimentos de dúvida e tristeza na rede. Sentimentos ruins e tristes devemos guardar para nós mesmos: não devem ser compartilhados como nossas conquistas e pratos caros do Paris 6, apenas para fazer inveja ao amigo que está no sofá de casa comendo uma lasagna de microondas.

E percebem que as pessoas se preocupam mais em tirar foto de uma paisagem para postar, do que realmente aproveitá-la? Desfrutar as sensações, do momento de um jantar em família ou mesmo um show de seu artista preferido são deixadas de lado para poder registrar o evento para todos verem, se preocupando no melhor ângulo para ganhar Likes no Facebook, enquanto a vida acontece ao redor. Todos estão curtindo, menos você que está no local.

Pensando nisso, a Higton Bros produziu um vídeo mostrando a realidade que as vezes as pessoas nem percebem ao postarem no facebook um status, compartilhando uma realidade que contradiz as vezes com o mundo real.

Confira e reflita:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s