Você está fazendo o que ama?

Vivemos num mundo onde as informações são instantâneas, onde o conhecimento é acessível a todos, onde novos estilos de trabalho estão surgindo, onde não temos tempo pra ficarmos desatualizados, ou ficaremos por fora até de uma conversa de bar.

Nós, da conhecida “Geração Y” ou “Geração Millenium”, somos frutos de uma transição no mercado de trabalho, no estilo de vida, nas ambições, no comportamento, nas atitudes, na tecnologia e nas relações humanas. Nunca estamos satisfeitos. Sempre queremos ter mais acesso ao conhecimento, através de experiências, cursos, intercâmbios e viagens. Não nos contentamos em ficar em um emprego pelo resto da vida executando exatamente a mesma função diariamente, na mesma rotina, no mesmo ritmo. Nossas vidas são aceleradas, assim como a velocidade de informações e de notícias, assim como a internet e as relações humanas. Não conseguimos imaginar um futuro feliz após anos de trabalho árduo, se não aproveitarmos o tempo inteiro. Se na geração de nossos avós, os “Baby Boomers”, o importante era você ter uma trajetória tranquila, disciplinada, organizada e padronizada, para darem condições para os filhos e só depois, na aposentadoria, curtir e desfrutar de todo esse trabalho, ou mesmo a geração de nossos pais, a “Geração X”, onde os workaholics eram o exemplo de profissional a ser seguido, nós da “Geração Y” temos como principal objetivo o prazer que o caminho nos leva para chegarmos em um lugar que nem nós sabemos onde é, mas que pouco importa se o caminho até ele for prazeroso, agradável, que nós proporcione experiências que valerão por uma vida inteira.

E com tantas mudanças no mundo, com tanta velocidade e pressão sobre nosso futuro, eu lhes pergunto: Vocês fazem diariamente o que amam? Se para a nossa geração, o mais importante é o caminho e não o destino, qual a trilha que você tem traçado para a sua vida? Se a resposta é negativa, o que está impedindo? Temos um mundo inteiro para conhecermos, temos toda uma vida que não é fácil, é cruel se não soubermos como lidar com ela, mas que é proporcionalmente agradável com quem a enfrenta e resolve encara-la de frente. Arrisque-se, inove junto com o mundo, reinvente-se! E se você quebrar a cara durante o caminho, levante-se, aprenda onde errou e siga outro caminho, ou mesmo arrisque-se de novo, com os ensinamentos que o tombo proporcionou.  Nossa geração é extremamente criativa, inovadora, empreendedora e visionária, mas também possui o defeito de achar que o que almeja cairá no seu colo por mágica, por apenas a pessoa achar que é única e diferente de todos, esperando que descubram seu suposto talento e que o mundo começará a dar certo para ela. Então continuem ambiciosos, mas coloquem-se em seu lugar, você não é especial, você é mais um entre tantos jovens inexperientes, mas que trabalhando duro e com disciplina, poderá oferecer muito!

beautiful-road

Se para a nossa geração, o importante é a jornada, eu desejo que todos vocês tenham uma boa viagem e que no final dela a gente se encontre com muita história pra contar.


Dica: O texto “Porque os jovens profissionais da Geração Y estão infelizes” é um excelente texto para se aprofundar e entender melhor sobre a nossa geração. Vale a pena a leitura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s